Programas de Financiamento

PROGRAMAS FINANCIEROS
PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO

Em Portugal, cerca de 1 milhão de edifícios carece de reparação. Em todas as regiões a construção continua a ser a mais frequente, em que 28% do consumo de energia primária é do setor residencial e de serviços, impunha-se a criação de um instrumento financeiro, com objetivos de política pública em matéria de reabilitação urbana e de forma conjugada de eficiência energética.

O Programa “Casa Eficiente 2020” visa conceder empréstimo em condições favoráveis a operações que promovam a melhoria do desempenho ambiental dos edifícios de habitação particular, no domínio da eficiência energética e hídrica, bem como na gestão dos resíduos urbanos. As intervenções poderão incidir no envelope do edifício e nos seus sistemas.

Podem candidatar-se proprietários de prédios residenciais ou suas frações, bem como os respetivos condomínios. Os prédios podem localizar-se em qualquer ponto do território nacional. As operações podem incidir nas partes privadas ou nas partes comuns.

O Programa é promovido pelo Estado Português e dinamizado pela CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário. A sua execução conta com o apoio técnico da APA – Agência Portuguesa do Ambiente, da EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres e da ADENE – Agência para a Energia.

Saiba mais sobre o Programa Casa Eficiente 

IFFRU 2020

FRRU 2020 é um instrumento financeiro destinado a apoiar investimentos em reabilitação urbana e eficiência energética em todo o território nacional, sempre que os edifícios a reabilitar estejam localizados numa área delimitada pelo Município (área de reabilitação urbana – ARU).

Este instrumento apoia a reabilitação integral de edifícios (multifamiliares ou moradias) com idade igual ou superior a 30 anos (ou, no caso de idade inferior, que demonstrem um nível de conservação igual ou inferior a 2, determinado nos termos do Decreto-Lei n.º 266-B/2012, de 31 de dezembro).

Para aceder ao IFRRU 2020 são necessários 3 passos:

  1. Pedido de parecer de enquadramento à Câmara Municipal da localização do imóvel
  2. Certificado energético do imóvel antes da intervenção elaborado por perito qualificado do SCE
  3. Pedido de financiamento junto dos bancos seleccionados

Saiba mais sobre o IFRRU 2020